8 de Janeiro



E no meu vício de escrever, as horas escorrem sem pressa. Seja invadindo minha insônia casual, seja nas manhãs quentes. A razão é esquecida em parte, e as palavras se acomodam no papel conforme respiro.
 Nem metade do que escrevi foi lido ou será algum dia. E pra mim isso não tem muita importância. O meu fascínio é ver meus pensamentos virarem histórias e devaneios no papel. Meu vício é usar as palavras aveludadas pra descrever a aspereza das horas tristes, e usar palavras simples pra descrever a grandeza das horas alegres.
E o que seria de mim sem os rabiscos e as palavras soltas no papel?Porque antes eu era preto e branco, até que um dia aprendi a escrever.Marianna Correia. 

Um comentário:

  1. Que texto lindo! s2 Descrição de uma brechinha de mim! ^.^

    ResponderExcluir

Seja muito bem vindo! Fique à vontade pra comentar e deixar seu recado, lembrando que os comentários estão sujeitos a moderação.